Grupo Monza - 39 anos pensando em você

Atendimento: 67.3029-7171 - Av.Coronel Antonino, 513

Notícias

Medidores de gasolina, como funcionam?

Postado dia 19/12/2012

Muitos motoristas têm suas dúvidas sobre os medidores de gasolina. Uns acreditam que foram criados pelo cartel de empresas de combustível para serem obrigados a abastecer antes da hora. Já outros não dão tanta importância e só olham para o aparelho quando este está alertando que o carro entrou na reserva.

Mas afinal de contas, quais são os problemas que interferem no funcionamento do medidor de combustível? O fato é que nos carros mais modernos, os medidores digitais terminam por dar uma resposta um pouco mais precisa do que está se passando dentro do tanque de gasolina.

Vamos tentar entender como funciona o medidor de combustível dos automóveis. Geralmente, os medidores de combustível são compostos por alguns elementos, sendo que o principal deles é uma boia, que fica dentro do tanque e que possui uma conexão com uma haste metálica. Esta base geralmente precisa ser montada a uma resistência variável, que vai permitir que um determinado fluxo de corrente passe por ela. O nível de combustível que estiver armazenado dentro do tanque vai acabar mudando este posicionamento, tanto da boia quanto da haste que está conectada a ela, permitindo que esta informação seja mostrada no painel do carro. Quando o nível do tanque baixa, a boia abaixa, o contato desliza, a resistência aumenta e a quantidade de corrente enviada ao marcador diminui.

Os especialistas acabam botando a culpa nestes mecanismos, pela imprecisão destes instrumentos de medição de combustível dentro do carro. Isso porque a boia nunca vai conseguir representar fielmente o nível de combustível dentro do carro. Quando o tanque estiver cheio, na verdade a boia estará submersa e o medidor só vai começar a se movimentar para a parte vazia quando ela estiver descendo, depois que o combustível já estiver abaixo do nível da própria boia.   

 

Outras notícias